Do Rio (de Janeiro) para o mangue, do mangue para o Rio

Emanuel Moura de Sá Lins, aluno do 3º ano do Ensino Fundamental 1 da EDEM, está estudando a Mata Atlântica e os manguezais. Mas nunca imaginou que pesquisaria estes assuntos de uma maneira tão real. Acompanhado do pai, Fabiano, e do irmão, João, ele viajou para a Bahia nas férias de julho. Lá, visitou um manguezal em Oiticicas, no município de Canavieiras. Além de sentir o clima, ele teve a oportunidade de entrevistar uma moradora da região que trabalha como marisqueira. Dona Lúcia Ribeiro dos Santos tem 69 anos, 18 filhos e cria atualmente 12 netos (três adotados), com muitas histórias para contar. O objetivo da entrevista – que ele apresentou em sala de aula para seus amigos e a professora Sylvia Faillace – era mostrar a importância do manguezal para a sobrevivência das marisqueiras e suas famílias.

Abaixo, o resultado da pesquisa de Emanuel, preparada por ele, com ajuda do pai e do irmão:

Dona Lúcia não tinha profissão até os 30 anos. Após conhecer um pescador, casou-se com ele e se tornou catadora de mariscos, ou “marisqueira”.

Qual a importância do mangue para dona Lúcia?
Sustentar a família e possibilitar a compra do freezer para o armazenamento dos mariscos.

 

Como funciona a coleta dos mariscos?
Homens e mulheres, usando barcos, entram no mangue durante a maré alta, fazem a coleta durante a maré baixa e em seguida quando a maré sobe novamente eles retornam.

 

No mangue eles coletam ostras, siris, caranguejo e aratu.
As ostras são coletadas das gaiteiras (raízes das árvores).
Os siris são pescados em gaiolas.
Os caranguejos e aratus são extraídos dos buracos.

 

 

Cozimento e catação
Os mariscos são lavados e cozidos em água quente e, em seguida, são catados.

Tempo de catação
As catadeiras conseguem extrair de 2,5 a 5kg de mariscos por dia.

Período de coleta
A coleta é realizada entre 15 de agosto e 15 de maio (duração de nove meses). O período de defeso é entre 15 de maio a 15 de agosto (três meses). Nesse período elas recebem R$ 300 por mês da associação e um salário mínimo do governo.

Ganho das marisqueiras.
Preços dos mariscos:
Ostra, aratu e caranguejo: R$25 por quilo.
Siri: R$20 por quilo.
Normalmente elas vendem por semana 10 kg de ostra, aratu e caranguejo e 5 kg de siri, logo, faturam R$350 por semana.

Como elas preservam o mangue?
Coletam as ostras sem cortar as gaiteiras. Não jogam os cascos dos mariscos no mangue.

Uso dos cascos dos mariscos:
Elas enterram os cascos dos mariscos para a adubação da terra, possibilitando o cultivo de verduras, legumes e frutas.

 

Visita ao mangue

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.