As mostras do Ensino Fundamental 1 aconteceram em dias variados do mês de agosto e chamaram a atenção pela quantidade de produções, projetos e trabalhos riquíssimos, do 1º ao 5º ano. Veja mais aqui!

1º ano

Um dos destaques da mostra das turmas de 1º ano foi o projeto “Fases da vida”. Entre as conversas das turmas em sala de aula nesse semestre, o fato de que o ser humano, como todo ser vivo, possui um ciclo vital, com diferenças etapas. Em um primeiro momento, as professoras sugeriram às crianças que buscassem imagens em revistas e tentassem dividi-las em fases. As crianças organizaram assim: barriga, bebê, criança, pré-adolescente, adolescente, adulto, velho, idoso, morte.

As crianças realizaram entrevistas com seus avós e/ou avôs. Na fase do adulto, experimentaram o “dia do adulto”, vivenciando um dia de escola caracterizado de um adulto de sua escolha. Na fase da infância, as turmas trabalharam os direitos das crianças a partir do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Mais tarde, as professoras conversaram sobre cada etapa da vida, ampliando seus conhecimentos por meio de entrevistas, músicas, vivências e livros. Entre as perguntas para um adolescente, surgiram: “Por que os adolescentes ficam tanto tempo no celular?”, “O que os adolescentes gostam de fazer para se divertir?”, “Por que alguns adolescentes têm barba e bigode e outros não?”, Os adolescentes já sabem o que querem fazer na vida adulta?” O que as crianças têm direito? Como é a vida do adulto? Como é a vida do idoso?

As crianças construíram uma linha do tempo e um gráfico de barras utilizando o ano em que entraram na escola e o mês de aniversário de cada um. Desta maneira, enquanto desenvolviam o raciocínio matemático, conheciam um pouco mais da história de vida de seus amigos.

 

 

2º ano

As turmas de 2º ano começaram os estudos deste semestre com o foco nos animais urbanos que a turma tem mais curiosidade para conhecer. O primeiro foi o baiacu, depois o morcego e, por fim, o mico. As turmas também trabalharam a classificação dos animais segundo critérios específicos e mundialmente estabelecidos: mamíferos, aves, répteis, anfíbios, peixes ou insetos?

Em História e Geografia, dando continuidade ao projeto “Laranjeiras e bairros circunvizinhos” e com o objetivo de desenvolver habilidades de localização espacial, as turmas confeccionaram uma maquete sobre o entorno da EDEM, considerando o trajeto que fizeram durante o passeio ao Parque Guinle. Com a maquete em mãos, eles pensaram sobre as ruas, praças, estabelecimentos e prédios que estão ao redor da escola; falaram sobre placas, faixas de pedestre, sinais de trânsito entre outros. E, com a mão na massa, usaram sucata e muita tinta!

Um dos conteúdos trabalhados nesse trimestre foi o sistema monetário: exploraram cédulas e seus valores, depois embalagens e encartes com os preços dos produtos no supermercado. No fim, fizeram uma pesquisa de preço e ainda fizeram o próprio encarte, que ficou colorido e criativo! Com o “Mercasuper”, usaram o dinheiro para vivenciar situações de compra e venda, além de realizar adições e subtrações para fazer cálculos de valor.

 

 

3º ano

As turmas começaram o ano estudando sobre poesia, lendo vários poemas e fazendo comparações. Assim, perceberam o que é verso, o que é estrofe e o que é rima. Alguns poemas falavam sobre a vida indígena. Então as crianças pesquisaram palavras de origem indígena que fazem parte da nossa história: nome de bairros, animais, plantas, comidas e objetos.

Também pesquisaram sobre as diversas tribos que vivem no Brasil. Algumas já estão praticamente extintas; outras, apesar das inúmeras ameaças, ainda lutam para sobreviver.

As turmas também produziram a autobiografia inspirada no livro “Guardachuvando doideiras”, de Sylvia Orthof. Cada criança escreveu sobre um objeto importante para si. E assim começaram a escrever suas memórias.

Em História e Geografia, foi a vez de estudarem os biomas e variedades do Brasil, como cerrado, Pantanal e caatinga.

 

 

4º ano

As bolsas amarelas chamaram a atenção na mostra do 4º ano. Depois da leitura do livro de Lygia Bojunga Nunes, várias discussões surgiam. “Por que Raquel queria crescer logo? Por que ela não gostava de ser menina?”. Em sala de aula, fizeram várias atividades sobre o livro. Escreveram seus própríos desejos e depois compartilharam com os colegas.
Nas aulas de Artes com o professor Ronaldo, a turma produziu, em grupos, suas próprias bolsas amarelas: prontas para guardar os desejos das crianças. Desejos pequenos, médios e grande, igual à Raquel.

Na biblioteca, as crianças conheceram o livro escrito: “Camundongo’s Rap”, do Tino Gomes, que conforme mostra o título apresenta um texto escrito sob a forma de “rap”. A turma adorou. Leu, cantou, dançou esse rap e depois conheceu raps escritos pelas crianças de outras turmas de 4º ano da EDEM, em anos anteriores. Depois de terem lido bastente, as crianças dividiram-se em pequenos grupos para criarem seus próprios raps, que foram apresentados no dia da mostra.

No projeto sobre o Estado do Rio de Janeiro, as turmas estudaram sobre as funções e as obrigações do governador e do prefeito do estado. Através de pesquisas, textos e vídeos, descobriram que eles têm funções diferentes, mas que todas afetam o nosso dia a dia. E, com o dinheiro que as pessoas pagam de impostos, o governo tem a obrigação de melhorar os serviços de saúde, educação, segurança, transporte, lazer e habitação. Analisando tudo o que foi aprendido e discutido em sala, as turmas se dividiram em pequenos grupos, criaram partidos e elaboraram diversas propostas para o que o município melhore. Depois, em casa, eles criaram a própria cidade: um lugar perfeito, onde as crianças é que governam, com lindas maquetes.

 

 

5º ano

Entre os destaques da mostra das turmas de 5º ano, os jogos de tabuleiro criados a partir dos livros lidos no primeiro troca-troca do semestre: Frankenstein, Moby Dick e Robinson Crusoé, entre outros. A partir desse tema, formularam questões de matemática e língua portuguesa, numa parceria entre as professores Thereza e Luiza.

Outra produção que fez muito sucesso foi o projeto das grandes navegações, desde a vida na Europa no século 15, dialogando com o Renascimento, a tecnologia náutica da época, as rotas e seus navegadores, até a chegada de Cabral.

A professora Luiza apresentou um glossário que as turmas produziram, com as camadas e superfícies da Terra, com desenhos e definições de palavras do vocabulário científico.

Na parte de Meio Ambiente, destaque também para a apresentação do projeto Escola Floresta!