Aulas de língua portuguesa, na biblioteca, com o foco na pesquisa sobre a construção do rap. Desde junho, os alunos do 9º ano do Ensino Fundamental 2 têm trabalhado estas temáticas ao mesmo tempo, ao lado das professoras Regina (Língua Portuguesa) e Sônia (Biblioteca). Com a chegada do segundo semestre, em agosto, a atividade continua: na semana passada, eles receberam a visita do ex-aluno Matheus Gurgel, que é músico e compositor de rap.

– No primeiro semestre, alunos e alunas pesquisaram sobre artistas que trabalham com rap. Tanto em sala de aula quanto nos momentos na biblioteca, debatemos assuntos que este gênero de música aborda, como feminismo e violência urbana. A gente pediu para a turma pesquisar mais profundamente sobre letras e músicas que falem, especificamente, sobre questões sociais e a sociedade de consumo. O retorno aconteceu e foi ótimo. Primeiro ouvimos, depois assistimos clipes, foi um debate muito interessante. Ainda conseguimos ler dois textos comparando as duas letras de rap – conta a professora Sônia Travassos.

E já num ensaio para a Semana das Artes, que acontece em outubro, as professoras convidaram o ex-aluno Matheus Gurgel para conversar com as turmas, a partir da construção de textos argumentativos. O próximo passo será a criação de raps compostos pelos alunos.

– Foi ótimo, porque o Matheus falou com a turma sobre a experiência que ele tem com a música e com os raps. A partir daí foi um bate-papo riquíssimo, sobre as formas e as rimas do rap no Brasil e no mundo. Ele explicou que as questões sociais estão mais presentes nos raps do Brasil do que nos raps dos Estados Unidos, além de ter mais proximidade com a construção do cordel – explicou Sônia.

O encontro, claro, terminou com muita música – e rap!